quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Vai vírgula aqui?

Foi só na Pós-Graduação que aprendi (ou melhor: estou aprendendo, já que falta mais treino) a usar a vírgula e a pontuação em geral. Realmente, podemos perceber quanta cerda foi-nos falada durante os anos. Queria pegar o VAGABUNDO que disse ser a vírgula a indicação de "pausa", e enforcá-lo com requintes de crueldade. Entretanto, o corno já deve estar morto, e seu espírito vaga no mundo dos períodos pausados.

É óbvio que não pretendo, aqui, passar o conteúdo de 2 anos de estudo (e 30 do meu professor), mas vou dar uns toques em geral. Conforme for, vou atualizando.

A fonte teórica para essas "dicas" (odeio essa expressão) é a Dialética da Língua Portuguesa, de Alcebíades Fernandes Júnior. Ele é, provavelmente, o maior conhecedor de estrutura da Língua Portuguesa hoje.

==== 26/11/2008 - CASO 1 ====

Lembra-se de quando te ensinaram Objeto Direto, Indireto, Complemento, Orações Subordinadas e tudo quanto foi nome "traumatizante" na escola? Isso tudo tinha (ou deveria ter) um objetivo comum: indicar onde iriam as vírgulas.

VÍRGULA NÃO É PAUSA! VÍRGULA INDICA DESLOCAMENTO!

Se a vírgula servisse para indicar pausa ou "respiração", o texto de um asmático teria uma a cada 2 palavras!

A Língua Portuguesa funciona da seguinte forma: Sujeito + Verbo + Complemento. E só. Chamamos de complemento uma série de elementos, como estes: Advérbios, Objetos, Predicativos etc. Um exemplo básico:

De manhã rapidamente a menina saiu de casa.

Primeiramente, localizamos o verbo: saiu.

Quem saiu? A menina - certo, achamos o sujeito. Agora, só restam complementos. No caso, são os Adjuntos Adverbiais:

Quando saiu? De manhã.

De que modo saiu? Rapidamente.

No exemplo, como não existe a ordem Sujeito + Verbo + Complemento, usamos a vírgula para indicar o deslocamento desses itens, o que nos dá:

De manhã, rapidamente, a menina saiu de casa.

A ordem "normal" dessa oração seria algo como:

A menina saiu de casa rapidamente de manhã. - Sem o uso de vírgulas, pois encontra-se a situação Sujeito + Verbo + Complemento.

Ah, isso vai dar trabalho... :lol: :lol:

- Darini

2 comentários:

maryuale disse...

Parabéns pela iniciativa!

Sou professora de português e leciono para alunos que cursam faculdade. No momento de ensinar a pontuação, primeiro tenho que ensinar a análise sintática, porque os alunos não aprenderam nem uma, nem outra na escola.

Eu também queria pegar o cretino que inventou que pontuação é para indicar pausas e fazer crueldades com ele... O pior é ver os manuais modernos repetindo essa bobagem.

Darini, o Valente disse...

Olá, Mary!

Acabei não tendo mais tempo para fazer outras análises, mas sugiro que (caso não conheça) dê uma olhada na obra do Prof. Alcebíades Fernandes - Dialética da Língua Portuguesa. Há tudo sobre estrutura da Língua nesse livro.

att.